Skip links

Como lidar com os desafios de liderança no trabalho

Você sente que está sendo puxado em um milhão de direções? Sua lista de tarefas continua crescendo mais rápido do que um canteiro de ervas daninhas? 

Você não está sozinho. Assumir uma posição de liderança é fantástico, mas traz muitos obstáculos em seu caminho, na forma de desafios comuns de liderança.

Talvez o moral da sua equipe esteja caindo ou você esteja enfrentando um conflito que está se transformando em um drama no local de trabalho. Talvez você esteja se afogando em tarefas e se perguntando como delegar sem sentir que está abrindo mão do controle.

Seja qual for o obstáculo, esta postagem do blog irá equipá-lo com as ferramentas e estratégias de liderança para enfrentar os desafios internos e externos, construir uma equipe próspera e se tornar o líder eficaz que você deveria ser.

10 desafios e soluções de liderança

Os desafios de liderança são os obstáculos e dificuldades que os líderes enfrentam ao tentar motivar, inspirar e orientar as suas equipas para o sucesso. 

Esses desafios podem vir de fatores internos ou externos e testar a capacidade de um líder de tomar decisões acertadas, navegar em conflitos e construir um ambiente de trabalho positivo. 

Aqui estão os 10 desafios de liderança mais comuns e soluções para superá-los:

1. Desafio: Comunicar-se de forma eficaz com os membros da equipe

A comunicação clara e eficaz é uma habilidade essencial de liderança . No entanto, muitas vezes é exatamente isso que confunde os líderes. 

Cada membro da equipe tem uma forma preferida de receber informações, portanto, uma abordagem única pode deixar alguns confusos ou desinteressados.

Porém, os líderes estão frequentemente ocupados e uma comunicação clara exige tempo e esforço.

A solução

  • Abrace a escuta ativa: tente conscientemente ouvir verdadeiramente os membros da sua equipe. Preste atenção às dicas verbais e não-verbais, faça perguntas esclarecedoras e demonstre interesse genuíno nas suas perspectivas. As reuniões individuais podem fornecer uma excelente plataforma para implementar esta
  • Conheça o seu público: reconheça que todos têm um estilo de comunicação preferido. Alguns podem prosperar com relatórios detalhados, enquanto outros preferem recursos visuais concisos. Adapte seu estilo de comunicação para repercutir melhor em cada membro da equipe
  • Pratique uma comunicação clara e concisa: Antes de comunicar, reserve um tempo para estruturar sua mensagem e priorizar os pontos-chave. Use uma linguagem simples, evite jargões e incentive o diálogo aberto para garantir que todos estejam na mesma página

2. Desafio: Inspirar inovação e pensamento criativo

A liderança criativa não envolve apenas gerenciar tarefas; trata-se de inspirar inovação em sua equipe, também conhecida como liderança de mudança . Mas induzir a criatividade pode ser como empurrar uma pedra colina acima – a resistência à mudança, o medo do fracasso e rotinas rígidas podem sufocar o fluxo de novas ideias. 

Estes factores muitas vezes combinam-se para criar uma cultura empresarial de “jogar pelo seguro”, onde o pensamento inovador fica em segundo plano em relação aos métodos testados e comprovados.

A solução

  • Desafie o status quo: incentive o questionamento saudável dos processos e procedimentos existentes. Pergunte à sua equipe “por que” as coisas são feitas do jeito que são e permita que proponham abordagens alternativas
  • Alimente a inspiração por meio da colaboração: elimine silos e incentive a colaboração multifuncional. Perspectivas e experiências diversas podem levar a soluções inesperadas e a novas formas de pensar
  • Comemore a inovação: reconheça e recompense o pensamento criativo, tanto grandes avanços quanto pequenas melhorias. Isso reforça a inovação e motiva sua equipe a continuar ultrapassando limites
  • Liderar pelo exemplo: Demonstre o seu compromisso com a inovação estando aberto a novas ideias e assumindo riscos calculados. Seu entusiasmo pode ser contagiante e inspirar sua equipe a seguir o exemplo

A estrutura de holacracia da Zappos é um exemplo disso.

As grandes empresas lutam para inovar e ao mesmo tempo manter a eficiência. Surpreendentemente, as startups enfrentam um desafio semelhante à medida que crescem.

A Zappos, conhecida por seu excepcional atendimento ao cliente, teve sucesso com seu modelo inovador “sem custos de envio e marketing de relacionamento”. No entanto, para alcançar novos segmentos de mercado, precisava de ir além do modelo existente.

Entra em cena a holacracia: essa nova estrutura organizacional permite que equipes se formem e se reformem em torno de desafios de negócios específicos. Quando surge um problema recorrente, uma nova equipe é montada para resolvê-lo. Esta abordagem trata os problemas recorrentes não como ineficiências a eliminar, mas como oportunidades de inovação.

Ao abraçar a holacracia , o ex-CEO da Zappos, Tony Hsieh, construiu uma cultura que valoriza a melhoria contínua e a exploração de novas possibilidades. Esta abordagem pode inspirar líderes de sucesso a libertarem-se das estruturas tradicionais e capacitar as suas equipas para inovar.

3. Desafio: Motivar os funcionários, especialmente em tempos difíceis

A liderança é testada mais durante períodos desafiadores. Ao enfrentar demissões, orçamentos apertados ou prazos exigentes, manter sua equipe motivada e engajada pode parecer um grande desperdício de esforço. 

A incerteza e o medo podem levar a uma queda no moral, fazendo com que os funcionários se sintam desmotivados e menos produtivos. A pressão para ter um bom desempenho em circunstâncias difíceis pode levar ao esgotamento, prejudicando ainda mais a motivação e o envolvimento. 

Tais desafios internos podem minar a confiança dos colaboradores e até fazer com que os líderes duvidem de si próprios, tornando-os hesitantes em assumir riscos ou sugerir novas ideias.

A solução

  • Ofereça oportunidades de crescimento: Mesmo em tempos difíceis, busque formas de investir no desenvolvimento profissional de sua equipe. Isto pode incluir programas de formação, oportunidades de orientação ou até mesmo atribuições temporárias em novas áreas.
  • Enfatize o bem-estar: reconheça que o bem-estar da sua equipe é crucial para a motivação sustentada. Incentivar o equilíbrio saudável entre vida pessoal e profissional, oferecer regimes de trabalho flexíveis e promover práticas de autocuidado
  • Concentre-se no propósito e no significado: lembre à sua equipe a missão e os valores da empresa. Ajude-os a ver como o seu trabalho contribui para o panorama geral, mesmo em tempos difíceis. Um senso de propósito pode reacender a motivação e inspirá-los a seguir em frente

Diga o nome de um líder formidável, inspirador e desafiador que vem à mente quando você pensa em maneiras não convencionais de motivar os funcionários em situações difíceis.

O estilo de liderança de Steve Jobs é uma lenda empresarial, e por boas razões. 

Naz Beheshti é o CEO da Prananaz e autor de Pause. Respirar. Escolher. Ela credita seu estilo de liderança único e excepcional como o catalisador de seu rápido crescimento profissional. Ela se juntou a Jobs como sua assistente executiva e afirma que a crença de Jobs em suas habilidades e sua motivação incansável mudaram sua vida. 

“ A maneira de Steve mostrar que acreditava em você era estabelecer um padrão alto, esperando que você atingisse esse padrão… Quando nossos limites são ultrapassados ​​de uma forma saudável e fortalecedora, isso pode nos ajudar a atingir nosso potencial e nos fornecer o impulso e a motivação para se destacar. “

Em artigo para a Forbes , ela conclui: 

“ Os investigadores descobriram que o primeiro chefe de uma pessoa é provavelmente o mais influente, e esse foi certamente o meu caso. Steve continua sendo meu mentor e inspiração mais importante. Tenha isso em mente ao interagir com alguns de seus novos contratados e funcionários mais jovens. Escolher acreditar neles pode mudar uma vida. “

4. Desafio: Delegar tarefas de forma adequada e confiar nos membros da equipe

A delegação é importante para uma liderança eficaz de equipes multifuncionais . No entanto, para muitos líderes, pode ser um desafio significativo. 

Os líderes de microgerenciamento sentem uma necessidade constante de supervisionar cada etapa do processo. Abandonar o controle pode ser estressante, especialmente em tarefas críticas.

Às vezes, os líderes duvidam das habilidades ou experiência dos membros de sua equipe para lidar com tarefas delegadas de maneira eficaz. 

A solução

  • Use delegação baseada em pontos fortes: em vez de uma abordagem única para todos, delegue tarefas com base nos pontos fortes e nas áreas de desenvolvimento dos membros da sua equipe. Isso aproveita suas habilidades existentes, ao mesmo tempo que oferece oportunidades de crescimento
  • Comece aos poucos: se a delegação é um conceito novo para você, comece com tarefas menores e aumente gradualmente a complexidade à medida que sua equipe demonstra suas capacidades
  • Comemore os sucessos: reconheça e reconheça as realizações de sua equipe ao concluir tarefas delegadas. Isto reforça o valor da delegação e motiva-os a continuar a apropriar-se

5. Desafio: Gerenciar conflitos dentro da equipe

O conflito é inevitável em qualquer ambiente de equipe. Desentendimentos sobre estratégia, diferentes culturas no local de trabalho ou personalidades conflitantes podem levar a atritos. 

O desafio para os líderes reside em gerir os conflitos de forma construtiva para evitar que prejudiquem o moral e a produtividade da equipa.

O conflito também pode aumentar rapidamente se as emoções estiverem intensas. Portanto, os líderes precisam de competências para acalmar situações, gerir as suas emoções e criar um espaço para discussão calma e racional. 

Os líderes eficazes precisam de mergulhar abaixo da superfície para identificar as principais causas do conflito e abordá-las diretamente.

Ao fazer isso, é crucial permanecer objetivo e evitar tomar partido.

A solução

  • Use o ‘botão de pausa’: quando surgir um conflito, aproveite a filosofia de liderança de um ‘botão de pausa’ para que todos possam reservar um momento para se acalmar, organizar seus pensamentos e abordar a situação com a cabeça limpa
  • Estabeleça regras básicas claras para a resolução de conflitos: Estabeleça expectativas de equipe quanto ao respeito mútuo, escuta ativa e colaboração durante situações de conflito
  • Concentre-se na questão, não no indivíduo: mantenha o foco na questão, não nas pessoas. Evite culpar ou envergonhar os membros da equipe e oriente a conversa para encontrar soluções que beneficiem toda a equipe
  • Fortaleça os membros da equipe para resolver conflitos por conta própria: Para divergências menores, incentive os membros da equipe a tentar resolver os conflitos diretamente uns com os outros. Isso desenvolve habilidades de comunicação, cria confiança e permite que encontrem soluções de forma independente

6. Desafio: Promover o crescimento profissional e o desenvolvimento da carreira dos colaboradores

Como líder, você entende a importância de uma equipe qualificada e motivada. Mas estimular o crescimento profissional e o desenvolvimento de carreira de seus funcionários pode ser uma abordagem mais difícil. 

Os orçamentos de formação podem ser apertados e o tempo reservado para o desenvolvimento profissional pode ser escasso. Equilibrar as necessidades imediatas do projeto com o crescimento dos funcionários no longo prazo pode parecer um jogo de soma zero.

E nem todos os funcionários têm uma visão clara para o seu percurso profissional. Os líderes precisam de identificar as ambições individuais e adaptar as oportunidades de desenvolvimento de forma adequada e eficaz.

Os métodos de treinamento tradicionais, como palestras ou longos cursos on-line, podem não ser suficientemente envolventes. Portanto, pode ser difícil manter os funcionários motivados e participando ativamente no seu desenvolvimento.

A solução

  • Abrace a microaprendizagem e o compartilhamento de habilidades: modifique seu estilo de gerenciamento para evitar longas sessões de treinamento e aproveite oportunidades de aprendizagem pequenas. Incentive o compartilhamento de conhecimento dentro de sua equipe por meio de almoços, sessões de mentoria entre pares ou pequenos workshops de “almoço e aprendizado”
  • Planos de Desenvolvimento Individualizados (PDIs): Trabalhe em colaboração com cada membro da equipe para criar um PDI personalizado. Este plano deve identificar seu conjunto atual de habilidades, aspirações de carreira e áreas específicas de crescimento. Em seguida, selecione oportunidades de desenvolvimento que se alinhem com seus objetivos exclusivos, como cursos on-line, conferências ou tarefas de projeto que aprimorem suas habilidades.
  • Programas de mentoria interna: Estabeleça um programa de mentoria formal ou informal dentro de sua organização. Junte membros experientes da equipe com aqueles que buscam orientação. Os mentores podem fornecer conselhos de carreira, compartilhar insights do setor e oferecer apoio e incentivo à medida que os pupilos navegam em sua jornada profissional.

Você pode dar uma olhada no livro da Amazon. A empresa lançou a sua iniciativa Upskilling 2025 em 2021 como um compromisso de 1,2 mil milhões de dólares para capacitar os seus 300.000 funcionários para desenvolverem as suas carreiras.

Ela busca equipar sua força de trabalho com habilidades exigidas por meio de cursos personalizados, programas de mensalidades pré-pagas, estágios e treinamento especializado em habilidades exigidas, como aprendizado de máquina e computação em nuvem.

Isto não só beneficia os funcionários com potenciais aumentos salariais de até 48%, mas também alimenta o crescimento da Amazon ao promover uma força de trabalho qualificada e adaptável.

7. Desafio: Desenvolver uma visão clara para o futuro da empresa

O ativo mais valioso de um líder? Uma visão clara para o futuro da empresa. Mas elaborar tal visão pode ser como navegar em um mar cercado de neblina.

Mesmo os planos mais bem elaborados podem ser arruinados por mercados em rápida evolução, avanços tecnológicos e perturbações inesperadas. 

Portanto, uma boa visão deve ser ao mesmo tempo aspiracional, inspiradora de inovação e crescimento, e proporcionar uma sensação de estabilidade e direção para a equipe. Alcançar esse equilíbrio pode ser complicado.

E sem a adesão da sua equipe, a visão da sua empresa existe no vácuo. O verdadeiro desafio neste papel de liderança reside na elaboração de uma visão que ressoe com as aspirações individuais e motive todos a trabalhar em prol de um futuro partilhado.

A solução

  • Experimente o planejamento de cenários: em vez de focar em uma visão única e rígida, inclua o planejamento de cenários em sua estratégia. Isto envolve debater futuros potenciais com base em diferentes tendências de mercado, perturbações tecnológicas ou condições económicas.
  • Concentre-se mais no “porquê” do que no “quê”: embora delinear metas e objetivos estratégicos seja importante, uma visão verdadeiramente inspiradora vai mais fundo. Concentre-se na razão pela qual sua empresa existe – o propósito central, os valores e o impacto que você deseja causar no mundo. Uma declaração forte de “por que” ressoa em um nível emocional em sua equipe e fornece uma orientação mesmo quando o “quê” de sua estratégia precisa se adaptar
  • Esteja aberto a feedback e iteração: o futuro é imprevisível, então sua visão também deveria ser. Esteja aberto ao feedback de sua equipe e do mercado e repita sua visão conforme necessário

8. Desafio: Lidar com a pressão e o estresse sem que isso afete a equipe

Espera-se que os líderes sejam a imagem da compostura, mas, na realidade, enfrentam uma pressão imensa. Os prazos se aproximam, as expectativas são altas e o peso do sucesso da equipe muitas vezes recai sobre seus ombros. 

Sob pressão, pode ser difícil manter o foco e priorizar de forma eficaz. Os líderes que se afogam em estresse podem ter dificuldade para delegar tarefas, tomar decisões claras ou fornecer a orientação que sua equipe precisa para prosperar.

E esse estresse pode ser transmitido a outras pessoas. Um líder que parece ansioso ou sobrecarregado pode criar um efeito cascata de negatividade dentro da equipe, impactando o moral e a produtividade.

A solução

  • Lidere com atenção plena e inteligência emocional: torne-se um líder melhor. Desenvolva sua inteligência emocional praticando a autoconsciência e reconhecendo os gatilhos do estresse. Técnicas de atenção plena, como meditação ou exercícios de respiração profunda, podem ajudá-lo a controlar o estresse no momento e a manter uma sensação de calma sob pressão.

Líderes como Jeff Weiner, Oprah Winfrey e Bill Gates meditam regularmente. Eles também atribuem sua capacidade de autoconsciência e de permanecer no momento presente à meditação. 

  • Construa uma rede de apoio forte: não faça isso sozinho. Procure um mentor, um coach de liderança ou um colega de confiança para confiar e receber apoio em tempos difíceis
  • Mantenha o senso de humor: O riso pode ser um poderoso analgésico. Não tenha medo de injetar um pouco de humor em situações difíceis. Uma atmosfera mais leve pode ajudar todos a manter a perspectiva e enfrentar os desafios com uma perspectiva mais positiva

9. Desafio: Navegar na política do escritório e construir alianças

O mundo corporativo pode ser complexo, repleto de regras tácitas, dinâmicas de poder e interesses conflitantes. Como líder, você precisa estar estrategicamente consciente desta atmosfera política sem ser sugado pelo drama. 

Concentrar-se apenas na política interna pode desviar a atenção dos seus objetivos principais, enquanto o esquecimento total pode deixá-lo surpreendido pelas lutas pelo poder.

Descobrir em quem confiar e colaborar também é essencial. Se você construir alianças apenas com base em “quem você conhece”, membros valiosos da equipe podem se sentir alienados, criando ressentimento.

Alianças eficazes são construídas sobre uma base de objectivos partilhados e benefícios mútuos. Focar apenas no ganho pessoal pode levar a parcerias de curta duração e, em última análise, prejudicar o sucesso da sua equipe.

A solução

  • Torne-se um networker mestre: Faça networking de forma autêntica e estratégica. Construa conexões genuínas com colegas de todos os departamentos e níveis. Junte-se para reunir informações, obter diversas perspectivas e identificar potenciais aliados que compartilhem sua visão e valores. Concentre-se na construção de relacionamento, não apenas na coleta de contatos
  • Defenda a colaboração em detrimento da concorrência: crie uma cultura de colaboração dentro da sua equipe e entre departamentos. Destaque os benefícios do trabalho em equipe e do sucesso compartilhado. Isto promove um ambiente de trabalho mais positivo e produtivo, reduzindo a necessidade de competição interna
  • Mantenha os limites profissionais: embora construir relacionamentos seja importante, mantenha os limites profissionais. Evite se envolver em fofocas ou dramas de escritório. A liderança eficaz se concentra na construção de alianças que sejam estrategicamente relevantes para seus objetivos

10. Desafio: Garantir o cumprimento das leis e regulamentos

As leis e regulamentos evoluem constantemente, tornando difícil manter-se atualizado sobre as mudanças que podem impactar seus negócios. A falta de atualizações cruciais pode resultar em multas caras e danos à reputação.

Não é que todos os problemas de conformidade sejam maliciosos. Às vezes, erros não intencionais ou falta de consciência podem levar a violações. Portanto, é essencial garantir que todos na sua equipe entendam suas obrigações de conformidade.

Sabemos que a conformidade às vezes pode parecer um fardo burocrático, desconectado da realidade diária do trabalho da sua equipe. Mas, como líder, você deve preencher essa lacuna e demonstrar como a conformidade contribui para o sucesso geral e para a operação ética da organização.

A solução

  • Invista em treinamento de compliance: O treinamento de compliance não precisa ser árido e monótono. Use métodos de treinamento interativos, como simulações on-line, estudos de caso e até gamificação, para manter sua equipe envolvida e aprendendo ativamente sobre regulamentações relevantes.
  • Desenvolva uma rede de conformidade: Permita que um grupo de funcionários de diferentes departamentos se tornem defensores da conformidade. Esses defensores podem atuar como recursos internos, responder perguntas de colegas e ajudar a promover uma cultura de compliance em suas equipes.
  • Auditorias de conformidade e avaliações de risco regulares: Realize auditorias de conformidade regulares para identificar riscos potenciais e áreas de melhoria. Avaliações proativas de risco ajudam você a ficar à frente de possíveis violações

Identificar seu estilo de liderança ou desafios e encontrar soluções em qualquer lugar fica mais fácil com ferramentas colaborativas e de comunicação. É ainda melhor ter uma plataforma completa para ajudar sua equipe.

Leave a comment

This website uses cookies to improve your web experience.
Explorar
Explorar